A língua escrita nunca foi tão viva

A tecnologia traz em si um complexo jogo de possibilidades ao uso do texto, algumas dessas consideradas por muitos como “banal” com “agrave” da criação de uma nova normativa fora do padrão culto da língua… Mas, não é só isso. Porem, partindo desse ponto, mais pessoas tem acesso a conteúdo escrito, leem mais e também escrevem mais, tornando a linguagem escrita mais viva que nunca.

Se falarmos da academia, nunca foi tão fácil acessar a produção acadêmica, como exemplo a plataforma Pantheon da UFRJ (pantheon.ufrj.br). Semelhantes a muitas outras universidades pelo mundo, se disponibiliza gratuitamente e de fácil acesso “relatórios técnicos a teses de doutorado, passando por trabalhos de conclusão de curso, patentes e dissertações de mestrado”.

E o plágio!? Pode até ser mais fácil de fazer, mas é extremamente mais fácil de descobrir. A partir do momento que o texto está indexado em plataformas de busca na internet, com um fragmento do que foi escrito é possível achar a obra original, logo à segurança da autoria tem hoje uma grande aliada…

E nós da Ar Editora fazemos com que textos digitados se tornem livros, passando pelo processo de editoração eletrônica, gerando uma “matriz digital” (um arquivo PDF configurado para a impressão) e por fim a impressão por demanda. Sem necessidade de fotolitos ou chapas… Tecnologia que facilita que um crescente catálogo de títulos impressos (aquele livro com cheirinho de papel novo) chegue à mão dos leitores.